UEHP dirige carta aberta à União Europeia

UEHP dirige carta aberta à União Europeia

A União Europeia de Hospitalização Privada (UEHP), federação que a APHP integra, endereçou uma carta aberta a diversos responsáveis da União Europeia, a respeito dos serviços de Saúde na Europa em contexto de COVID-19 e, em particular, sobre o contributo dos hospitais privados europeus.

A carta, assinada pelo presidente Paul Garassus, tem sido divulgada por diversos jornais em toda a Europa, incluindo em Portugal, onde foi publicada pelo Público online, no dia 24 de abril.

Dirigida à Presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen; à Comissária Europeia da Saúde, Stella Kyriakides; e ao Presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli, a carta enfatiza que, neste contexto de COVID-19, «os hospitais privados (prestando serviços de cuidados intensivos, reabilitação e saúde mental) demonstraram o seu total envolvimento na resposta à saúde pública orientada pelos governos de cada Estado-Membro».

Na missiva, a UEHP assegura que «aprender com a crise significa entender que o desafio da pandemia só pode ser vencido se existir união de todas as forças do setor da saúde», que «a falta de iniciativa europeia expõe os sistemas nacionais a respostas inadequadas» e que «os hospitais privados – enquanto elemento indispensável do sistema, que suporta parte da responsabilidade inerente – devem ser reconhecidos como parceiros, com direitos iguais».

Partilhe

Deixe uma resposta