Portugal visa ser referência mundial no Turismo Médico

Portugal visa ser referência mundial no Turismo Médico

O Health Cluster Portugal, em colaboração com a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, EPE (AICEP), o Turismo de Portugal, I. P. e a Associação Portuguesa de Hospitalização Privada (APHP), criou, no início do mês de maio, um portal web focado no Turismo Médico. Atingir os 100 milhões de euros anuais até 2025 é o objetivo desta promoção da oferta nacional no domínio da Saúde.

O novo portal pretende dar a conhecer Portugal como local de referência para Turismo Médico a nível mundial. As instalações modernas, os equipamentos de vanguarda, os profissionais de saúde altamente qualificados, o clima e o saber receber, tão típico dos portugueses, poderão, de acordo com os promotores, fazer a diferença também na área do turismo médico. Pode aceder aqui.

Para a APHP, «este novo portal reflete a proeminência, a diferenciação e a excelência comprovada, também no domínio da investigação, das unidades privadas de saúde. Quem ponderar uma visita a Portugal para cuidar da sua saúde, encontra neste sítio uma proposta de valor única, com vários hospitais acreditados internacionalmente».

Num contexto mais favorável da pandemia de Covid-19, aquelas entidades acreditam estarem reunidas as condições para retomar a implementação da estratégia definida no “Protocolo de cooperação para a promoção internacional da oferta portuguesa de Turismo Médico” assinada entre estas organizações no final de 2019.

Como refere o Diretor Executivo do Health Cluster Portugal, Joaquim Cunha «temos valor e tecnologia para que a atratividade turística nacional vingue também no setor da saúde. A aposta no Turismo Médico é estratégica para a economia nacional: Portugal tem mais do que boas praias, aliadas a boa gastronomia e clima, tem excelentes profissionais de saúde, tecnologia de vanguarda e uma resposta célere e eficiente na área da saúde».

A cardiologia, a dermatologia, a oncologia, a reabilitação, a cirurgia plástica, a otorrinolaringologia e a ortopedia são as áreas clínicas que formatam uma oferta nacional de Turismo Médico tida como robusta e de elevada qualidade.

O portal de turismo médico foi apresentado, no dia 23 de maio, às redes externas da AICEP e do Turismo de Portugal. Após dois anos quase sem turismo e de prioridade à pandemia, os promotores entendem que este é o momento de catapultar Portugal como um player de referência na prestação de cuidados de saúde (também) a cidadãos estrangeiros.

Partilhe

Deixe uma resposta