Lisboa, capital europeia da hospitalização privada

Lisboa, capital europeia da hospitalização privada

Em junho, todos os caminhos da hospitalização privada europeia convergem para Lisboa. Durante dois dias, representantes de 5.000 clínicas e hospitais de 17 países reúnem-se em três eventos.

No dia 23, realizar-se-á a terceira Cimeira Ibérica de hospitais privados. No mesmo dia, à noite, no Páteo da Galé, representantes de 17 países europeus conhecerão os vencedores da 1ª edição dos Prémios Europeus de Hospitalização Privada. No dia seguinte realizar-se-á a Assembleia Geral da União Europeia de Hospitalização Privada (UEHP).

Os Prémios Europeus dos Hospitais Privados, que a União Europeia da Hospitalização Privada (UEHP) e a Associação Portuguesa de Hospitalização Privada (APHP) promovem pela primeira vez, visam distinguir as unidades de saúde com melhor desempenho em várias áreas e contam com o Alto Patrocínio da Presidência da República.

O período de candidaturas decorre até 31 de março próximo e são sete as categorias a concurso: “melhor iniciativa em termos de prevenção”, “melhor iniciativa focada no doente”, “o hospital mais Verde da Europa”, “modelo de inovação clínica”, “hospital mais avançado em termos de Value-based Healthcare” e “melhor local de trabalho”. Tendo em conta a importância da literacia em saúde e correta transmissão da informação, haverá também um prémio para a “melhor cobertura jornalística do ano em saúde”.

O processo de avaliação será assumido por um júri internacional independente e conta com uma parceria com a ERNST & YOUNG, S. A. (EY). A cerimónia de entrega dos prémios acontecerá em Lisboa, no Pátio da Galé.

Para além de promover sinergias entre unidades hospitalares dos dois países, a terceira edição da Cimeira Ibérica de Hospitais Privados, organizada pela APHP e pela Alianza de la Sanidad Privada Española (ASPE), pretende evidenciar que Portugal e Espanha necessitam iniciar um novo ciclo de políticas públicas no domínio da Saúde, focadas no cidadão e nos resultados, que promova um aproveitamento eficiente de todos os recursos existentes em ambos os sistemas de saúde. No final dos trabalhos, as duas associações assinarão um manifesto, com propostas comuns para a evolução dos sistemas de saúde ibéricos.

A UEHP realiza, também em Lisboa, uma Assembleia Geral ordinária, no dia seguinte à Gala dos Prémios Europeus de Hospitais Privados. Um primeiro balanço desta iniciativa inédita e o combate à COVID-19 na Europa, a par de questões organizacionais, serão os principais temas em debate. Na Europa, os hospitais privados (excluindo os da área social) representam 22% do universo hospitalar.

Partilhe

Deixe uma resposta