José de Mello Saúde dá lugar a CUF

José de Mello Saúde dá lugar a CUF

A abertura do primeiro hospital CUF, em Lisboa, em 1945, transformou, em poucas décadas, a José de Mello Saúde num dos impulsionadores da hospitalização privada portuguesa da era moderna. Os 75 anos do grupo, comemorados recentemente, assinalam um novo capítulo na sua história: a atribuição à CUF do estatuto de marca única.

«Sem esquecermos os nossos valores e a nossa história, hoje damos um passo em direção ao futuro e passamos a ser um só». O anúncio, em comunicado, a 26 de junho, explicou que a designação José de Mello Saúde acabaria, para dar lugar à CUF, que passa a assumir toda a atividade de prestação de cuidados de saúde do grupo. O objetivo é claro: «Reforçar o reconhecimento da CUF pelos portugueses como a marca de saúde do futuro».

A rede nacional, composta por 18 hospitais e clínicas, para além de um hospital gerido em regime de parceria público-privada, teve a sua génese no atual Hospital CUF Infante Santo, ainda na primeira metade do século XX. A finalidade na época era servir os 80 mil colaboradores e famílias do Grupo CUF. Seria, no entanto, em 2001, que se daria um grande passo para a constituição da rede de Unidades CUF, com a abertura do Hospital CUF Descobertas, em 2001. O ano de 2009 fica marcado pelo início da gestão do Hospital de Braga, em regime de parceira público-privada, a que se seguiria, no mesmo âmbito, o Hospital Vila Franca de Xira. Esta não foi a primeira experiência do grupo a este nível, uma vez que já tinha assumido a gestão do Hospital Amadora Sintra, de 1995 a 2008.

O agora grupo CUF tem vindo a aumentar a oferta no território nacional e, para breve, está prevista a inauguração da CUF Tejo, em Lisboa.

Partilhe

Deixe uma resposta