Votos de utilizador:  / 0

Os portugueses contam com a atenção dos hospitais privados


A Hospitalização Privada tem uma presença e um significado muito importantes no sistema português de Saúde. Os hospitais privados já são responsáveis por um número significativo dos cuidados de saúde prestados em Portugal, pautam-se pela excelência e pelo rigor ético e têm uma dinâmica de investimento única.

 

A Hospitalização Privada tem merecido a confiança crescente dos portugueses e deseja responder a esse estímulo, quer através do reforço do investimento, quer de uma aposta na colocação do doente no centro das decisões. Tem vontade e competência para oferecer mais e melhores serviços aos cidadãos e nesse sentido devem ser garantidas condições para a realização de investimentos num quadro legislativo e regulamentar claro.

 

Os hospitais privados assumem-se como parceiros ativos do sistema português de Saúde. Segundo os mais recentes dados do INE, os hospitais privados asseguram cerca de 30% das camas de internamento do país e mais de 30% das consultas médicas nas consultas externas dos hospitais. A Associação Portuguesa de Hospitalização Privada representa perto de 100 unidades privadas de saúde com internamento. Os nossos associados realizam anualmente 6,8 milhões de consultas, 1,7 milhões de atendimentos urgentes e 260 mil cirurgias. No dia-a-dia os portugueses contam com a presença e a atenção dos hospitais privados.

 

Esta relevância torna ainda mais exigente o cumprimento dos deveres estatutários da APHP, nomeadamente no que respeita à “intervenção junto do Estado e autoridades públicas, nacionais e internacionais, diligenciando pelo respeito pela função social e económica da hospitalização privada”, bem como à representação “no âmbito dos processos legislativo e regulamentar, em todas as matérias que digam respeito ao sistema português de saúde em geral e ao sector da hospitalização privada em especial”.

 

Os hospitais privados introduzem inovação no sistema de Saúde, atingem níveis de eficiência comprovada e comparativamente elevados e demonstram que a Saúde pode também ser um polo competitivo do país.


Enquanto associada da União Europeia de Hospitalização Privada (UEHP), a APHP está inserida numa rede internacional que discute as tendências da Saúde e interpela as políticas públicas de um setor que está numa forte dinâmica e que tem que olhar às necessidades dos cidadãos, ao acesso às novas soluções e à organização dos sistemas e das entidades de Saúde.

 

Os desafios da Saúde são grandes e, em alguns aspetos, exigem particular atenção em Portugal. A boa resposta aos desafios é enfrentá-los, procurar soluções inovadoras, ter como parceiros os agentes mais dinâmicos e não esquecer que o grande objetivo é garantir melhores condições de saúde aos cidadãos.

 

É nisto em que acredito e é nesta base que estamos a trabalhar.

 

Óscar Gaspar

Presidente da Direção