Hospitalização privada é uma referência no Algarve

Hospitalização privada é uma referência no Algarve

Duas visitas, no início de julho, aos associados da APHP no Algarve permitiram reafirmar que a hospitalização privada nesta região é muito forte e diversificada e está apta a receber com qualidade e segurança doentes nacionais e internacionais.

Na unidade de Alvor do grupo Hospital Particular do Algarve (HPA), a 9 de julho, o Secretário de Estado da Internacionalização e a Presidente da Câmara Municipal de Portimão constataram que o país tem todas as condições, na área da saúde, para acolher os turistas, nacionais e estrangeiros, que visitam o Algarve. Fundado em 1996, com a abertura do primeiro hospital precisamente em Alvor, o grupo HPA é constituído no Algarve por três unidades hospitalares: Alvor, Faro – Gambelas e Lagos (Hospital São Gonçalo) e clínicas em vários pontos da região, para além do Hospital Particular da Madeira-Funchal e de diversas clínicas no Alentejo. Funciona 24 horas por dia e 7 dias por semana, com Serviço de Atendimento Permanente (Urgência) e Ambulâncias Privadas.

No mesmo dia, o presidente da APHP visitou também o Hospital de Loulé, uma referência na região e um projeto em expansão. De portas abertas para os clientes habituais e para todos os que, de férias nesta zona do Algarve, possam precisar de cuidados de saúde, o Hospital de Loulé, antigo Hospital da Misericórdia, teve uma remodelação estrutural profunda e converteu-se numa moderna unidade de saúde, que inclui três clínicas também no Algarve.

Ambas as unidades receberam neste dia os cartazes da “Carta Compromisso”, que expressa as garantias que os hospitais privados asseguram aos portugueses neste contexto de pandemia.

Partilhe

Deixe uma resposta