Hospitais privados preparados para cuidar da saúde de mais portugueses

Hospitais privados preparados para cuidar da saúde de mais portugueses

A Assembleia Geral ordinária da APHP realizou-se no passado dia 24 de março e, apesar de um contexto ainda muito marcado pela pandemia, permitiu evidenciar que os hospitais privados aumentaram a sua oferta aos portugueses, com crescimentos substanciais em vários indicadores de atividade e de capacidade instalada em 2021.

A atualização destes indicadores tem sido realizada anualmente, com consulta direta aos associados e, como transmitido pelo presidente da direção da APHP, os números globais – de consultas, cirurgias, urgências, colaboradores, valências, equipamentos e investimento, entre outros – serão apresentados publicamente na primeira semana de abril.

Na sua intervenção, Oscar Gaspar realizou igualmente um balanço da atividade da APHP em 2021, bem como a apresentação das contas referentes ao mesmo exercício, que o Conselho Fiscal ratificou sem reservas e os associados aprovaram por unanimidade.

Em relação à atividade futura da associação, enfatizou-se a publicação, em abril, do livro “APHP – 50 anos a cuidar da saúde dos portugueses”, bem como a gala dos Prémios Europeus dos Hospitais Privados, cujo prazo de apresentação de candidaturas foi prorrogado até 15 de abril.

Abordou-se ainda a organização, em 2023, do Congresso Mundial de Hospitais, que a Federação Internacional dos Hospitais atribuiu a Portugal, por proposta da APHP, da Associação Portuguesa dos Administradores Hospitalares (APAH) e da Associação Portuguesa do Desenvolvimento Hospitalar (APDH).

Os associados, por sua vez, solicitaram mais informação, quer sobre políticas de recursos humanos na Saúde, quer sobre o estudo jurídico encomendado pela APHP sobre o licenciamento de unidades de saúde.

Partilhe

Deixe uma resposta