Confiança nos profissionais de saúde aumentou durante a pandemia

Confiança nos profissionais de saúde aumentou durante a pandemia

O estudo “COVID-19 Pandemic: Effect on Confidence Levels of Portuguese Towards People of Different Professions” revelou que os portugueses confiam mais nos médicos, enfermeiros e outros profissionais da área da saúde, ciência e educação.

As conclusões são de um estudo coordenado por Miguel Ricou, professor da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) e investigador do CINTESIS – Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde.  Tendo como base dois momentos distintos da pandemia (julho e setembro de 2020), o estudo contou com a participação de 1.455 portugueses, dos 19 aos 79 anos, maioritariamente do sexo feminino.

De acordo com o estudo, os médicos e os enfermeiros são os profissionais que merecem mais confiança dos portugueses (entre 43 e 44%), seguidos pelos investigadores (37%), farmacêuticos (35%), psicólogos (33%), professores e educadores (32%). Por oposição, a confiança nos políticos e nos jornalistas baixou, ao longo da pandemia de COVID-19.

Partilhe

Deixe uma resposta