Como infeta a COVID-19?

Como infeta a COVID-19?

Parece simples: parem-se as viagens, evita-se que o vírus se espalhe pelo mundo. Eis o que é um coronavírus e porque esta estratégia não funcionou. 

O que é um coronavírus, como a COVID-19?

Um coronavírus é uma cadeia de material genético (RNA) coberta por uma membrana de proteínas que o protege e da qual outras proteínas se projetam e o ajudam a unir-se às células humanas.

O coronavírus transmite-se pela via aérea?

Numa revisão científica publicada a 29 de março, a OMS adverte que os estudos que apontam para a transmissão por via aérea foram feitos em laboratório e não refletem as condições reais da tosse humana. “O coronavírus é sobretudo transmitido através de gotículas geradas quando uma pessoa infetada tosse, espirra ou fala”, escreveu a OMS num alerta divulgado através das redes sociais. “Estas gotículas são demasiado pesadas para ficarem suspensas no ar. Rapidamente caem no chão ou em superfícies”, lê-se nesse alerta. “Pode ser infetado ao respirar o vírus se estiver a menos de um metro de uma pessoa que tem Covid-19, ou ao tocar numa superfície contaminada e depois tocar nos olhos, nariz ou boca antes de lavar as mãos.” “Para se proteger, mantenha pelo menos um metro de distância dos outros e desinfete as superfícies que são frequentemente tocadas. Lave regularmente bem as mãos e evite tocar nos olhos, boca e nariz”, conclui o aviso divulgado pela OMS neste fim de semana.

“As infeções respiratórias podem ser transmitidas através de gotículas de diferentes tamanhos”, lê-se nessa revisão. “Quando as partículas têm entre 5 e 10 micrómetros de diâmetro, são consideradas gotículas respiratórias, e quando têm menos de 5 micrómetros de diâmetro, são consideradas núcleos de gotículas. De acordo com a evidência científica atual, o vírus da Covid-19 é maioritariamente transmitido entre pessoas através de gotículas respiratórias e rotas de contacto. Numa análise de 75.465 casos de Covid-19 na China, a transmissão pela via aérea não foi reportada.”

Como infeta a célula humana?

O SARS-CoV-2 liga-se às células humanas usando a proteína ACE2, localizada na superfície externa das células. O vírus insere a sua proteína S na ACE2 como uma chave na porta. Uma vez no interior, usa a maquinaria celular para produzir entre 10.000 e 100.000 cópias de si mesmo, que começam a infetar novas células.

Como pode ser uma vacina para combater a COVID-19?

Estão atualmente em desenvolvimento, a nível mundial, 20 vacinas e 30 medicamentos. Vacinas e outros tratamentos tentarão interferir no processo de infeção. O objetivo é ensinar o sistema imunológico a identificar e destruí-lo.

O que são zoonoses?

São doenças infeciosas transmitidas de animais para humanos. 60% das doenças infeciosas humanas são originárias de patógenos partilhados com animais selvagens e domésticos. Todos os anos, esse tipo de doença infecta cerca de 1 bilião de pessoas e provoca 2,7 milhões de mortes.

O COVID-19 é uma zoonose?

No momento, não se sabe qual o animal que causou o surto de SARS-CoV-2, mas tudo indica que aconteceu na China e que a espécie em questão era um morcego. Os morcegos são um dos reservatórios mais comuns de vírus, incluindo o Ébola, provavelmente porque desenvolveram uma imunidade que lhes permite sobreviver com cargas virais leves. Quando esses patógenos saltam para outras espécies, o seu sistema imunológico não sabe como combatê-las, e uma epidemia pode começar se o vírus for capaz de se espalhar evolutivamente. O mais próximo da sequência genética do novo SARS-CoV-2 é um vírus de morcego isolado em Wuhan, China, com o qual partilha 96% de seu material genético.

Como um vírus identificado na China gerou uma pandemia?

As mais severas restrições de viagens não foram suficientes para impedir o maior surto na história da humanidade. Num brilhante trabalho de data-journalism o jornal norte-americano “The New York Times” analisou os movimentos de centenas de milhões de pessoas para mostrar porquê.

Partilhe

Deixe uma resposta