APHP elegeu novos órgãos sociais

APHP elegeu novos órgãos sociais

A direção da Associação Portuguesa de Hospitalização Privada (APHP) foi reeleita no passado dia 5 de junho. A Assembleia Geral presidida por Joana Mota (Sanfil), decorreu por videoconferência, elegeu os órgãos-sociais para o triénio 2020-2023 e reconduziu, como 97% de votos a favor, a direção presidida por Oscar Gaspar.

«É um orgulho ser eleito para um segundo mandato no período em que a APHP comemora 50 anos de representação e defesa da hospitalização privada portuguesa. Essa continuará a ser a nossa missão, contribuindo para que os hospitais privados mereçam a confiança crescente dos portugueses e tenham condições para reforçar, quer o seu investimento, quer a sua aposta de colocação do cidadão no centro das decisões», afirma Oscar Gaspar, que também integra a direção da União Europeia de Hospitalização Privada (UEHP), bem como a comissão executiva da Confederação Empresarial de Portugal (CIP) e a vice-presidência da Business Europe.

Carlos Alcântara (Casa de Saúde Senhor da Serra, Lda), Guilherme Magalhães (José de Mello Saúde/CUF), João Novais (Hospital da Luz, SA), Luís Drummond Borges Martins (Lusíadas, SA), João Bacalhau (Hospital Particular do Algarve, SA) e João Estevão (Hospital Privado da Trofa, SA), são os vogais da direção, reconduzidos em sessão que, pela primeira vez se realizou com recurso a meios telemáticos.

Joana Mota (Sanfil) e Lurdes Serra Campos (Hospital Santa Maria Porto) serão respetivamente a Presidente da Assembleia Geral e Presidente do Conselho Fiscal da APHP.

Partilhe

Deixe uma resposta